Do Direito de Ir e Vir

Carta do ator e diretor Michel Bercovitch, preso pela Guarda Municipal durante a demolição do bar Espelunca Chic na Gávea, quando tentava passar com seu cão pelo local.

“Na manhã da última quinta-feira, dia 5 de março, recebi voz de prisão por desacato a autoridade. O fato foi amplamente divulgado pela imprensa e escrevo para dar meu depoimento pessoal a respeito do que aconteceu.

Fui à rua passear com meu cão, um inofensivo filhote de setter irlandês e, ao sair da portaria do prédio onde resido na Rua Marquês de São Vicente, fui surpreendido pelo que parecia ser mais uma das operações ‘Choque de Ordem’ da nova administração da Prefeitura do Rio de Janeiro. De fato, uma retroescavadeira, caminhões, viaturas e dezenas de guardas municipais haviam sido mobilizados para se fazer cumprir uma decisão judicial de demolição do bar e restaurante Espelunca Chic. Moradores da Gávea, trabalhadores, homens e mulheres, senhoras, crianças e também cachorros tentavam se locomover em meio a um verdadeiro caos.

Naturalmente, perguntei a um dos guardas municipais por onde eu poderia passar com o meu cão, pois não havia nenhum cordão de isolamento, sinalização ou orientação para que a população pudesse circular em segurança. Ele, de forma rude, me respondeu que passasse pela rua, vale dizer, na contramão do fluxo de automóveis. Tentei seguir a orientação do guarda mas alguns passos depois vi que era impossível seguir adiante pois havia um caminhão no meio da passagem e outros pedestres vindo na direção contrária.

Quando me virei para voltar, meu cachorro começou a brincar com outro cão. Para eles, não existe Choque de Ordem, democracia ou ditadura, e todas as pessoas são pessoas, fardadas ou não.

Neste momento, um soldado da Guarda Municipal apanhou o cassetete de um companheiro e disse: ‘Me dá isso aqui, porque se esse cachorro pular em mim eu vou bater nele.’

Perguntei qual o motivo da ameaça de agressão, já que meu cão e eu não havíamos feito nada errado, imoral ou contra a lei. Minha pergunta não foi respondida com palavras pela autoridade, mas com uma truculenta agressão física. Fui jogado ao chão e surrado por vários guardas municipais. Meu cão foi arrancado de minhas mãos e abandonado na calçada em meio ao caos, sendo generosamente levado por um desconhecido, a quem pude com muito sacrifício dizer o número do prédio em que moro, pois logo fui jogado numa viatura e conduzido a 15ª DP da Gávea.

Me causa indignação saber que fui vítima de ação truculenta, resultado da incompetência, por parte do poder público, na condução de uma operação que se deve planejar pensando, acima de tudo, no respeito aos direitos do cidadão.

Quero agradecer a todas as pessoas que se solidarizaram comigo e que também se indignaram com a ação irresponsável e desastrosa que levou ainda o gerente do estabelecimento destruído a sofrer uma isquemia cerebral que o mantém hospitalizado no Miguel Couto em estado grave. Solidarizo-me com sua família e com a de todos os funcionários que, de uma hora para outra, perderam o local de trabalho que lhes garantia o sustento.

Que a nossa cidade apresenta irregularidades de toda ordem, concordamos todos, que inúmeros estabelecimentos comerciais, ou não, invadem espaço público e áreas de preservação ambiental, estamos também de acordo.

O que não podemos aceitar são os métodos utilizados em nome do bem público. Métodos esses que, salvo engano, trazem à memória dos mais velhos o longo período de arbítrio, quando então, na defesa da alardeada segurança nacional, os fins justificavam os meios.

Quero ainda deixar claro que não incitei meu cão a atacar ninguém e que em momento algum pretendi impedir a ação da justiça.”

 

Também publicada em: http://oglobo.globo.com/rio/ancelmo/dizventura/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: