Estado corta custos e acaba com ortopedia nas já superlotadas UPAs

Fonte: O Globo, 02/03/2009

A secretaria estadual de Saúde, do governo Sérgio Cabral, acabou esta semana com o serviço de ortopedia em todas as 20 UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) existentes no estado do Rio. Os pacientes que precisarem de serviço, a partir de agora, terão que procurar os hospitais próximos. Cerca de mil pacientes por dia eram atendidos no serviço de ortopedia das UPAs, o que correspondia a cerca de 10% do total.

Considerando-se que grande parte das emergências é de natureza ortopédica e que as UPAs existem supostamente para atender a estas emergências, é um contrassenso extinguir este serviço.

Nas unidades não há qualquer informação sobre o fim do serviço. Os pacientes que chegam procurando ortopedista são informados de que o serviço acabou, e orientados a procurarem hospitais de referência.

Enquanto isso, a população sofre com a superlotação das UPAs devido à procura. Veja em: http://oglobo.globo.com/rio/mat/2009/03/05/cortes-afirma-que-grande-demanda-de-pessoas-que-procuram-as-upas-provoca-sobrecarga-de-atendimento-754695358.asp

As UPAs foram responsáveis por um forte aumento de custos na saúde no ano passado. De acordo com o Relatório de Gestão Fiscal do governo estadual de 2008, as despesas de custeio (manutenção) da Secretaria de Saúde subiram 31% em relação ao ano anterior. No ano, foram inauguradas 16 UPAs.

Cabe lembrar que Eduardo Paes prometeu em sua campanha para a prefeitura da cidade do Rio de Janeiro construir 40 novas UPAs na cidade, apesar de seus adversários afirmarem que os custos seriam inviáveis. Esta promessa está em nosso Promessômetro, no número 34 (Saúde).

34. Construir 40 Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) 24 horas, com cinco milhões de atendimento por ano, retirando das filas dos hospitais 20 mil pessoas/dia. Méier e Madureira ganharão as primeiras UPAs.

Veja a matéria em O Globo:

Anúncios

3 Responses to Estado corta custos e acaba com ortopedia nas já superlotadas UPAs

  1. Andre Gustavo Milward disse:

    Essa é famosa governança “Gesso e Esparadrapo” do prefeitinho Paes … Bem ao estilo Cabral e Cia. Promessas o vento leva e a memória esquece, não sr Cabral e Cia ??? Pros amigos mãozinha na cabeça, pros outros os rigores da Lei … Não é assim sr Prefeitinho ??? Faça-me o favor … !

  2. Falar em Governador Cabral é uma forma de falar, “vamos acabar com os funcionários que dedicaram sua vida ao Estado”, e não receberam seu devido crédito.Qual o ortopedista que trabalhará por tão baixo salário, em ambientes que possuam equipamentos radiológicos e que com toda certeza, não possuem Laaudo do LCR, que é a segurança que radiações ionizantes não estão se espalhando pelo ambiente e pessoas, que são atendidas e que trabalham por lá? Se nos hospitais, não existem estes laudos, imaginem nas UPAs? Segundo falando no Governador, a última dele é retirar a gratificação que a ANVISA

  3. Falar em Governador Cabral é uma forma de falar, “vamos acabar com os funcionários que dedicaram sua vida ao Estado”, e não receberam seu devido crédito.Qual o ortopedista que trabalhará por tão baixo salário, em ambientes que possuam equipamentos radiológicos e que com toda certeza, não possuem Laaudo do LCR, que é a segurança que radiações ionizantes não estão se espalhando pelo ambiente e pessoas, que são atendidas e que trabalham por lá? Se nos hospitais, não existem estes laudos, imaginem nas UPAs? Segundo falando no Governador, a última dele é retirar a gratificação que a ANVISA repassa aos funcionários readaptados, no novo decreto assinado. Vamos imaginar, se a moda pega? Os funcionários estaduais, em sua grande maioria, estão na faixa etária dos 40 a 60 anos, idades onde problemas de saúde começam a aparecer,e se esta moda do funcionário readaptado ficar sem gratificação pegar? É o cúmulo da maldade, mas de onde vem a idéia, não me surpreende em nada apenas me deixa triste demais por todos, no futuro. É não estamos apenas na “famosa governaça do gesso e esparadrapo”, mas em uma governança sem ética, respeito por muitos que se dedicaram.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: